terça-feira, 7 de dezembro de 2021

Novidade na Biblioteca: "A filha do irlandês" de V. S. Alexander

Porto Salvo: Saída de Emergência, 2021
ISBN 978-989-773-379-6

"Ao pensar na colheita, todo o sentimento de felicidade e a vontade de cantar e contar histórias se esfumaram. Sem batatas, não teriam o que comer. O pai ver-se-ia na posição delicada de cobrar aos rendeiros rendas que estes não poderiam pagar."
Um romance inesquecível de força e resiliência na Irlanda do século XIX

Irlanda, 1845. Para Briana Walsh, nenhum lugar se compara a Carrowteige, no condado de Mayo, com os seus campos verdejantes e penhascos rochosos com vista sobre o Atlântico. As pequenas quintas que cercam a centenária Lear House são administradas pelo seu pai, feitor do rico e imprudente Sir Thomas Blakely. Os rendeiros vendem a aveia e o centeio que cultivam para pagar a renda a Sir Thomas, sobrevivendo com as batatas que florescem nos restantes pedaços de terra.

Mas quando a produção de batata é assolada por uma praga devastadora, as famílias que Briana conheceu durante toda a vida ficam sem comida, sem recursos e à mercê do impiedoso proprietário, que parece indiferente a tudo exceto ao lucro. Rory Caulfield, o jovem camponês com quem Briana espera casar, partilha do desespero dos rendeiros — e da sua raiva. Fala-se de represálias violentas contra a nobreza insensível e os seus representantes. A tensão religiosa é também palpável, e ninguém parece saber em quem confiar.

Com a fome e as doenças a alastrarem pelo país, matando e deslocando milhões, Briana sabe que deve encontrar uma maneira de guiar a sua família por um dos momentos mais sombrios da Irlanda — em direção à esperança, ao amor e a um novo recomeço.

Leia aqui as primeiras páginas. Gostou?
Requisite na Rede de Bibliotecas do Concelho de Arganil.

Leia, porque ler é um prazer!

sexta-feira, 26 de novembro de 2021

Novidade na Biblioteca: "Niketche" de Paula Chiziane


Lisboa: Caminho, imp. 2021
ISBN 972-21-1476-X
Rami, casada há vinte anos com Tony, um alto funcionário da polícia, de quem tem vários filhos, descobre que o partilha com várias mulheres, com as quais ele constituiu outras famílias. O seu casamento, de «papel passado» e aliança no dedo, resume-se afinal a um irónico drama de que ela é apenas uma das personagens. Numa procura febril, Rami obriga-se a conhecer «as outras». O seu marido é um polígamo! Na via dolorosa que então começa, séculos de tradição e de costumes, a crueldade da vida e as diferenças abissais de cultura entre o norte e o sul da terra que é sua, esmagam-na.

E só a sabedoria infinita que o sofrimento provoca lhe vai apontando o rumo num labirinto de emoções, de revelações, de contradições e perigosas ambiguidades. Poligamia e monogamia, que significado assumem? Cultura, institucionalização, hipocrisia, comodismo, convenção ou a condição natural de se ser humano, no quadro da inteligência e dos afetos? Paulina Chiziane estende-nos o fio de Ariadne e guia-nos com o desassombro, a perícia e a verdade de quem conhece o direito e o avesso da aventura de viver a vida.

Niketche, dança de amor e erotismo, é um espelho em que nos vemos e revemos, mas no qual, seguramente, só alguns de nós admitirão refletir-se.

Fonte: Badana do livro

Livro disponível para empréstimo na Biblioteca Municipal de Arganil.

Leia, porque ler é um prazer!

quinta-feira, 18 de novembro de 2021

Fundo local enriquecido: "O Canário na Mina" de Silvia Benedito

 


O Canário na Mina, Option Studio na Harvard Graduate School of Design, é uma incursão nas causas dos incêndios em Portugal e um trampolim para novos cenários de planeamento e design realizados com e para as comunidades rurais. Nessa trajetória, CANARY repensa cenários que promovam a revitalização dos territórios rurais através dos potenciais eco culturais, sociais e económicos das suas paisagens. (...)

“O Canário na Mina: Incêndios e comunidades rurais no interior de Portugal” é uma obra de  Sílvia Benedito, docente da Universidade de Harvard (EUA), que reúne os resultados de estudos em várias aldeias do concelho de Arganil, pela arquiteta e professora e, pelos seus alunos, e que resulta de uma parceria firmada entre a Universidade de Harvard e o Município de Arganil em 2018.

Os trabalhos desenvolvidos propõem possibilidades de desenvolvimento que conjugam resiliência e incêndios, ecologia e economia e refletem uma variedade de cenários interdisciplinares e metodologias de trabalho focados no desenho da paisagem do concelho de Arganil, das aldeias, da sua envolvente e do espaço florestal.

Livro disponível para consulta na Rede de Bibliotecas do Concelho de Arganil.

Quem estiver interessado em adquirir um exemplar, pode fazê-lo na livraria da Biblioteca Municipal de Arganil.

Leia, porque ler é um prazer!

quarta-feira, 17 de novembro de 2021

Sugestão de leitura: "Hotel silêncio" de Audur Ava Olafsdóttir

 

Lisboa: Quetzal, 2019
ISBN 978-989-722-539-0

Jónas Ebeneser está no limiar dos quarenta e nove anos. É um homem divorciado, heterossexual, sem relevância social ou vida sexual. E tem a compulsão de consertar tudo o que lhe aparece à frente. Tomou recentemente conhecimento de que não é o pai biológico da sua filha. Isso despedaça-o e fá-lo mergulhar numa crise profunda.

Com grande mestria, num estilo poético e finamente irónico, Ólafsdóttir mostra neste romance a capacidade de autorregeneração de um homem que redescobre um sentido para a vida através da bondade, mesmo que o faça a partir das profundezas do desespero.

Ör («cicatriz», no original) foi galardoado em 2016 com o Prémio de Literatura Islandesa, o Prémio de Melhor Romance Islandês e o Prémio dos Livreiros Islandeses.

Fonte: contracapa do livro

Leia aqui as primeiras páginas. Gostou?
Requisite na Biblioteca Municipal de Arganil.

Leia, porque ler é um prazer!

sexta-feira, 12 de novembro de 2021

Tempo para a poesia LXXXVI

 

Poema de Eduardo Gonçalves, para o serão 
Amigos de Ler de novembro, que teve como tema TEMPO

“Amigos de Ler” é um clube de leitores livres e apaixonados pelas suas leituras. Reunimos-nos na segunda segunda-feira do mês, às 21:00 horas, na Biblioteca Municipal de Arganil | Miguel Torga, com os mais variados pretextos – uma ideia, um autor, uma cor, uma página... Memórias dos textos que temos lido.

terça-feira, 9 de novembro de 2021

Novidade na Biblioteca: "Ódio" de David Moody


Barcarena: Presença, 2010
ISBN 978-972-4421-0
Ódio é um romance chocante, combinando cenas assustadoras com toques de humor negro. O autor dosa a informação para alimentar a paranoia e perplexidade do leitor, mantendo-o em suspense até a última página.
Todos os dias, Danny McCoyne sai de casa para um emprego que apenas tolera por ter de assegurar a sua sobrevivência e a da sua família. Mas em breve este homem vai descobrir o que verdadeiramente significa sobreviver. De um momento para o outro, começam a ocorrer um pouco por toda a parte cenas de violência extrema. Sem que ninguém saiba explicar porquê, qualquer transeunte normal pode tornar-se de repente um assassino impiedoso que ataca aleatoriamente. À medida que esta estranha epidemia vai alastrando, Danny sente-se na obrigação de proteger a família - mas como quando já não pode confiar em ninguém, incluindo em si próprio…?

Fonte: www.wook.pt
Leia aqui as primeiras páginas. Gostou?

Requisite na Rede de Bibliotecas do Concelho de Arganil.

Leia, porque ler é um prazer!

quinta-feira, 4 de novembro de 2021

Novidade na Biblioteca: "A liga dos 4"

O estranho caso das 3 professoras.
Lisboa: Séries Comunicação e Design, 2011
ISBN  978-989-97521-0-8

Festival de Verão em risco.
Lisboa: Séries Comunicação e Design, 2011
ISBN 978-989-97521-1-5

Eleições na escola.
Lisboa: Séries Comunicação e Design, 2011
ISBN 978-989-97521-2-2

 "A liga dos 4" é uma coleção de Banda Desenhada concebida pela Liga Portuguesa Contra o Cancro, com textos de Maria Inês de Almeida e ilustração de Pedro Afonso.

Constituída por 3 histórias, apresenta as aventuras de 4 jovens, André, Pedro, Margarida e Rita.

De forma lúdica esta coleção pretende promover nas crianças e jovens a educação para a saúde, com especial enfoque na doença oncológica.

Livros disponíveis para empréstimo na Rede de Bibliotecas do Concelho de Arganil.

Lê, porque ler é um prazer!

sábado, 30 de outubro de 2021

Fundo local enriquecido: Memórias de Pedra de Cleo Dias

 

Vila Viçosa: Quinta Dimensão, 2021

 ISBN 978-1-6780-5978-1

"Memórias de Pedra é uma viagem duma vida desde as origens humildes dum povo através das serranias e das peculiaridades dum modo de vida que aos poucos se tem vindo a perder na azáfama dos dias. Esta é uma caminhada no tempo, recheada de terminologia própria e costumes enraizados numa comunidade que nos recorda o que é ser português e o que faz de nós um povo acolhedor por que somos conhecidos lá fora. (...)
Esta é a viagem, contada na primeira pessoa, duma menina que fez a caminhada, que se atreveu nesta aventura e se fez mulher, sem perder a essência do lugar onde nasceu. As estórias contadas neste relato tão detalhado da envolvência das serranias e dos hábitos dos povos que nela vivem são uma ficção real."

Excerto do prefácio de António Almas

A autora de "Memórias de Pedra" é Maria de Lurdes Dias, nascida em Lisboa no ano de 1965. Foi na pequena aldeia de Pai das Donas, concelho de Arganil, que cresceu e gravou memórias que lhe marcaram o ser, e que constituem o mote para os seus escritos.

Livro disponível para empréstimo na Rede de Bibliotecas do Concelho de Arganil.

Leia, porque ler é um prazer!