quinta-feira, 31 de janeiro de 2019

Evocando Fernando Namora nos 30 anos da sua morte


Fernando Namora nasceu em Condeixa-a-Nova, a 15 de abril de 1919, e faleceu em Lisboa, a 31 de janeiro de 1989. 

Na Universidade de Coimbra licenciou-se em Medicina, que exerceu, em Condeixa-a-Nova e nas regiões da Beira Baixa e Alentejo. 

O seu volume de estreia foi Relevos (1938), livro de poesia ligado ainda às tendências do grupo da Presença. Três anos mais tarde, Terra (também poesia) dava início à publicação do Novo Cancioneiro, órgão do Neo-Realismo, que então começava a afirmar-se. Entretanto, publicara também em 1938, o romance As sete partidas do mundo (Prémio Almeida Garrett), que marcava já a viragem ao encontro do Neo-Realismo. Fernando Namora foi um escritor dotado de uma profunda capacidade de análise psicológica, a que se aliou uma linguagem de grande carga poética. Escreveu, para além de obras de poesia e romances, contos, memórias e impressões de viagem. 

A sua produção poética foi reunida, em 1959, no volume As frias madrugadas. A sua experiência como médico deu azo a uma obra de grande sucesso, Retalhos da vida de um médico, de que saiu um primeiro volume em 1949 e outro, em 1963. 

Fernando Namora deixou colaboração dispersa em diversas revistas literárias. É um dos escritores portugueses mais traduzidos em todo o mundo. Pertenceu ao Instituto de Coimbra, à Instituição de Fernando, o Católico, de Saragoça, à Academia das Ciências de Lisboa, à Academia Brasileira de Letras, à Associação Brasileira de Escritores Médicos, e foi sócio do Instituto de História da Medicina, membro honorário da Universidade do Alasca, do Instituto Médico de Sófia e da Hispanic Society of America, de Nova Iorque. Em 1986, foi eleito membro da Academia Europeia das Ciências, Artes e Letras.
Bibliografia consultada:
  • Dicionário Cronológico de Autores Portugueses. Mem Martins : Publicações Europa América, 1998.  vol. ISBN 972-1-04378-8
  • O Século XX Português : Personalidades que Marcaram uma Época. Lisboa : Texto Editora, 2000. 175 p. ISBN 972-47-1549-3
Aceda ao catálogo concelhio da Rede de Bibliotecas do Concelho de Arganil para saber que obras do autor e sobre o autor temos disponíveis para si.

Leia, porque ler é um prazer!

quarta-feira, 30 de janeiro de 2019

Novidades na sala jovem

Uma escuridão bonita
Texto Ondjaki; Ilustrações António Jorge Duarte
Alfragide: Caminho, 2015
Uma escuridão bonita, publicada em Portugal pela Editorial Caminho e com trabalho gráfico e ilustração de António Jorge Gonçalves, regista a conversa entre dois adolescentes, que ensaiam o primeiro beijo no meio da escuridão, em Luanda, quando não havia electricidade.


Luiz Paulo de Carvalho Ferreira e Rosilda Alves Bezerra in Cadernos Imbondeiro. V. 3, n. 2, 2014.
Livro do Plano Nacional de Leitura 
recomendado para o 8º ano de escolaridade

Amigas para a vida de Ann Brashares
Barcarena: Presença, 2010
Polly, Jo e Ama são grandes amigas desde o primeiro dia de escola. Agora preparam-se para gozar as últimas férias de Verão antes da entrada no secundário, um Verão de grandes e súbitas mudanças que irá pôr à prova os laços que as unem. Mas será que o afastamento durante as férias, as novas amizades, aventuras e descobertas poderão distanciar para sempre os rumos das suas vidas? Apesar de recearem que isso aconteça, as três amigas estão determinadas a viver ao máximo esta nova e excitante fase das suas vidas e acabam por descobrir que os romances, as desilusões, as alegrias e todas as experiências que vão tendo parecem uni-las ainda mais e que, tal como as árvores que plantaram tantos anos antes, também a sua amizade tem raízes sólidas e está exuberante de vida.

Fonte: contracapa do livro

Livros disponíveis para empréstimo na Rede de Bibliotecas do Concelho de Arganil.

Lê, porque ler é um prazer!

segunda-feira, 28 de janeiro de 2019

Novidade na Biblioteca: Foi sem querer que te quis de Raul Minh'Alma

Quando menos esperamos a vida traz-nos aquilo que tentamos rejeitar. Como era possível Beatriz ter-se apaixonado, sem querer, por Leonardo? A primeira impressão que teve dele foi a pior possível. Era um jovem rico, mal-educado e mimado. Tudo o que mais desprezava em alguém. No entanto, o avô de Leonardo, um homem sábio e profundo conhecedor da vida, viria a aproximá-los.

Ao perceber a necessidade de Beatriz em reencontrar o caminho da felicidade depois de várias desilusões amorosas, ele promete dar-lhe a receita para ser feliz no amor. Um segredo escrito e guardado num envelope que ela só poderia abrir depois de cumprida uma tarefa: ajudar Leonardo a fazer as pazes com o seu passado e a tornar-se uma pessoa melhor. O que Beatriz não sabia é que esta missão iria transformar a sua própria vida para sempre.

Foi sem querer que te quis é o romance de estreia de Raul Minh’alma, autor bestseller de Larga quem não te agarra e Todos os dias são para sempre.

Uma história arrebatadora, que nos prende da primeira à última página e que redefine o significado de amor que tínhamos até hoje.

Fonte: contracapa do livro

"- Acabou.
Esta simples palavra parecia ter a forma de uma mão gigante que me agarrava e começava a apertar-me o corpo esvaziando-me o ar dos pulmões. Senti-me repentinamente submersa num oceano de lágrimas desejosas de me abandonarem os olhos.
- Como assim, acabou, Gabriel? Perguntei por impulso, com a inútil expectativa que me desse uma resposta contrária.
- Desculpa! Eu tenho andado muito confuso. Não sei se é isto que eu quero, não sei se é isto que preciso. Eu tenho de ser o mais correto possível contigo e isso implica afastar-me de ti para assentar as minhas ideias, refletir sobre aquilo que sinto e tentar perceber porque é que eu não estou bem.
- Não, Gabriel! Não pode ser. Como é que isso é possível? Eu sempre fiz tudo por ti, sempre dei... Falhou-me a voz. Sempre dei o meu melhor por esta relação. Abdiquei de muitas coisas por nós e esforcei-me sempre por corrigir as minhas falhas e melhorar os meus defeitos. E estás a dizer-me que não sabes se é isto que tu queres e precisas? Não, isto não pode estar a acontecer!
- Beatriz... tem calma. Isto também não é nada fácil para mim porque sei que estou a magoar uma pessoa que me é muito importante, mas eu não consigo nem posso estar ao teu lado incompleto. Não estaria a ser justo contigo e de certeza que tu também não irias querer isso. E é assim que eu me sinto. Incompleto. Não penses que a falha é tua ou que cometeste algum erro. O problema é meu e sou eu que tenho de o resolver."
Excerto do primeiro capítulo
Livro disponível para empréstimo na Rede de Bibliotecas do Concelho de Arganil.

Leia, porque ler é um prazer! 

segunda-feira, 21 de janeiro de 2019

Sugestões de leitura da Sala Jovem IX


A mulher de ferro de Ted Hughes
Lisboa: Ponto de Fuga, 2018

Um quarto de século após a publicação de O Homem de Ferro, o poeta inglês Ted Hughes concebeu, em 1993, esta sequela, que tem como protagonista a Mulher de Ferro. Ambientada num mundo desolador, ainda e sempre ameaçado de destruição — já não pelos arsenais nucleares e pela Guerra Fria, mas pela industrialização desenfreada que consome os recursos naturais e ameaça os ecossistemas —, a narrativa, fortemente simbólica e uma vez mais ilustrada com xilogravuras de Andrew Davidson, faz eco das preocupações ambientais do autor. Conseguirá a Mulher de Ferro ajudar os homens a salvarem-se, e à Terra, da sua insensatez?

Fonte: contracapa do livro


Diário de uma rapariga desaparecida de Marsha Forchuk Skrypuch
Alfragide: Oficina do Livro, 2016

Nadia chega ao Canadá após a II Guerra Mundial, depois de passar cinco anos num campo de deslocados. Começa então a ser assombrada por memórias perturbadoras e terríveis pesadelos. Quem é ela na verdade? Assaltam-na imagens de outra família, de uniformes nazis, de Hitler. Poderá acreditar no que os sonhos lhe dizem?

Fonte: contracapa do livro

Livros disponíveis para empréstimo na Rede de Bibliotecas do Concelho de Arganil.

Lê, porque ler é um prazer!

quinta-feira, 17 de janeiro de 2019

Evocando Miguel Torga nos 24 anos da sua morte


Assinala-se hoje, dia 17 de janeiro, 24 anos que morreu o médico e escritor Miguel Torga, pseudónimo de Adolfo Correia da Rocha. Miguel Torga nasceu em Vila Real, no dia 12 de agosto de 1907, estudou medicina em Coimbra, cidade que elegeu para viver e onde veio a morrer no dia 17 de janeiro de 1995, com 87 anos.

Miguel Torga está ligado ao concelho de Arganil por laços profissionais e de amizade.




Em 2003 foi atribuído à Biblioteca Municipal de Arganil o nome de Miguel Torga, consagrando assim o nome de um cidadão e escritor que não só soube retratar eximiamente a alma portuguesa, como os locais por onde passou.

Recordamos hoje a obra deste grande escritor com a transcrição de 3 dos seus poemas.


Leia, porque ler é um prazer!

terça-feira, 15 de janeiro de 2019

Novidade na Biblioteca: Se esta rua falasse de James Baldwin

Se esta rua falasse, esta seria a história que contaria: Tish, 19 anos, apaixona-se por Fonny, que conhece desde criança. Fazem juras de amor e conjuram sonhos para a vida a dois. Mas Fonny é atirado para a prisão, falsamente acusado de um crime horrível. Quando Tish descobre que está grávida de Fonny, as duas famílias lutam por encontrar provas que ilibem o rapaz do crime que não cometeu.

Separados por uma fria parede de vidro, Tish e Fonny esperam e desesperam, transportados dia após dia por um amor que procura transcender a desesperança, a injustiça, o racismo, o ódio.

Entre o pulsante bairro de Harlem, onde Fonny sonha tornar-se escultor, e a ilha de Porto Rico, onde talvez se encontre a prova da sua inocência, desenrola-se uma corrida contra o tempo, pautada pelo crescimento da barriga de Tish.

Sensual, violento e profundamente comovente, este romance é uma bela canção de blues, de toada doce-amarga, com notas de raiva e ainda assim cheia de esperança.

Publicado pela primeira vez em 1974, Se esta rua falasse é o quinto romance de James Baldwin, um dos nomes maiores da literatura americana do século XX e uma das vozes mais influentes do activismo pelos direitos civis. Um romance-manifesto contra a injustiça da justiça e uma história de amor intemporal, é hoje tão pertinente e tão comovente quando no dia da sua publicação.

Fonte: contracapa do livro


Para saber mais sobre o autor e a sua obra consulte:
Livro disponível para empréstimo na Rede de Bibliotecas do Concelho de Arganil.

Leia, porque ler é um prazer!

quarta-feira, 9 de janeiro de 2019

Novidades na Sala Jovem

A rapariga que sabia demais de M. R. Carey
Lisboa: Nuvem de Tinta, 2016

Melanie é uma menina muito especial. Tem 10 anos e adora ir à escola, aprender coisas novas, falar com a professora Justineau sobre tudo o que fará quando crescer...Mas a ida à escola implica aguardar todos os dias na sua cela que homens armados venham buscá-la para a levar, amarrada a uma cadeira de rodas, para a sala de aula. Brinca com eles, diz que não morde. Mas ninguém se ri. Melanie tem um dom, mas nem todos os dons são uma benção.

Uma humanidade moribunda e irrecuperável é o palco de A Rapariga Que Sabia Demais, um livro ambicioso e apaixonante, com uma carga emocional esmagadora.

Lê aqui as primeiras páginas!


A tua segunda vida começa quando percebes que não terás outra de Raphaelle Giordano
Lisboa: Suma de Letras, 2017

Camille tem tudo e parece estar feliz. Então, por que sente a felicidade escorregar-lhe por entre os dedos? Quando Claude, rotinólogo, se oferece para a ajudar, ela não hesita. 

Através de experiências surpreendentes e incríveis, Camille vai, passo a passo, transformando sua vida e começa a conquistar seus sonhos.

Um romance enternecedor e autêntico sobre a capacidade de nos reinventarmos.

Fonte: www.wook.pt

Excerto do livro

Podes requisitar estes e outros livros na Rede de Bibliotecas do Concelho de Arganil.

Lê, porque ler é um prazer!

segunda-feira, 7 de janeiro de 2019

Guia para pais: Mundo dos videojogos, riscos e benefícios

O site Internet Segura disponibiliza de forma gratuita um grande conjunto de recursos com o intuito de nos dotar com ferramentas que nos permitam utilizar a Internet da forma mais segura possível.
Destacamos aqui a publicação Guia para pais: Mundo dos videojogos, riscos e benefícios, editado  pelo Centro Internet Segura em colaboração com a Federação Portuguesa do Desporto Eletrónico, da autoria de Maria João Andrade.

"Com o rápido crescimento do universo dos videojogos e sua estreita ligação ao mundo online, tornou-se popular o conceito de gaming e surgiram também as dúvidas em seu torno". 

O objetivo deste guia  é esclarecer "sobre os benefícios destas atividades, quando praticadas de forma equilibrada e os riscos que devem ser acautelados."


Leia, porque ler é um prazer!

quinta-feira, 3 de janeiro de 2019

Novidade na Biblioteca: Os segredos de Gray Mountain de John Grisham

Samantha Kofer tem uma promissora carreira numa grande firma de advogados de Wall Street, até que chega a recessão e ela é dispensada. Mas Samantha é uma das afortunadas. Oferecem-lhe a oportunidade de trabalhar pro bono numa organização de assistência jurídica durante um ano, ao fim do qual existe uma ligeiríssima oportunidade de ela recuperar o antigo emprego. 

Em poucos dias, Samantha sai de Manhattan para Brady, na Virgínia, 2200 pessoas como população, no coração dos Apalaches, um lugar que ela só conhece dos livros. Mattie Wyatt, responsável pela organização, está lá para a ensinar a «ajudar pessoas reais, com problemas reais». Pela primeira vez na vida, Samantha enfrenta uma sala de tribunal por dentro, é repreendida por um juiz e é alvo daa desconfiança da população, que não vê com bons olhos a presença ali de uma arrogante da grande cidade. E descobre que Brady, como todas as cidades pequenas, esconde grandes segredos.

O seu novo trabalho leva-a ao mundo perigoso das minas de carvão, onde a lei é violada, os regulamentos ignorados, as comunidades divididas e a própria terra está a ser atacada pela Big Coal. A violência está ao virar da esquina e dentro de semanas Samantha dá por si num litígio que acabará por se revelar fatal…

Fonte: contracapa do livro


Aceda ao nosso catálogo para saber que outras obras de John Grisham temos disponíveis para si!

Leia, porque ler é um prazer!